quarta-feira, 15 de maio de 2013

Palavras...

Palavras... Palavras muitas das vezes lançadas ao vento, sem produzir efeito algum.Salomão nos orienta em Provérbios 25:11 que: " A palavra dita a seu tempo é como maçãs de ouro em salvas de prata". Palavras que soam tão bonitas, que empolgam, conquistam, palavras que também encaminham ao precipício, palavras que matam. Como soam bem aos ouvidos certas palavras e como as desejamos tanto! Oh! Como gostaríamos que elas fossem reais e não somente utopias e ditas para se conseguir um objetivo qualquer. Acreditamos, porque é tão fácil acreditar, queremos acreditar! Palavras que emocionam, que nos dão ânimo, e são as mesmas palavras que quando colocadas em provas nos decepcionam, nos derrubam. Palavras que nos fazem voltar a realidade, perdendo a confiança, a credibilidade no ser humano, concluindo que a vida nada mais é do que um jogo de palavras. Tudo na vida não passa de negócios. Nesses momentos as indagações  são inevitáveis, as decepções, as traições são doloridas e as lembranças das palavras  nos provam que nada é perfeito na vida. Haverá esperança? Algo pode ser real? Lembro-me de Jeremias o profeta chorão, que em Lamentações 3:21 me orienta a trazer a memória o que me dá esperança. Vasculho meus pensamentos, abro as caixas da memória buscando o quê me dê esperança. Coleções de decepções, coleções de traições, coleções de desilusões... e agora?? Mas nesse momento, algo acontece, ouço uma voz: " Olhe pra mim, sou teu Deus eu cuido dos detalhes da tua vida", abro a caixa das promessas de Deus para minha vida, e vejo que Ele está cumprindo, um passo por vez, um degrau por dia. Vejo a sua boa mão cuidado de mim, me guiando para a realização  dos meus  sonhos, dos sonhos que Deus sonhou para minha existência. Descubro que as palavras que devo acreditar, as palavras que devo ter como base na minha vida é a PALAVRA DE DEUS... Deus vela para cumprir sua palavra, Jeremias 1:12. Deus nunca decepciona, Deus nunca abandona." Pode uma mãe esquecer do seu próprio filho, todavia eu não me esquecerei de ti" Isaias 49:15 
Sim, Deus é fiel para cumprir todas as palavras ditas a mim! Nelas confiarei, e as demais? Bem... as demais são palavras... palavras... para o alto elevarei os meus olhos é de lá que vem o meu socorro! Salmos 121:1.

Vera Lúcia    15/05/2013


4 comentários:

  1. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,
    reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho,
    Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
    decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar
    siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.

    ResponderExcluir
  2. Amém... vou seguir sim... fico feliz em saber que as palavras contidas nesse blog sirvam de edificação para as pessoas que por aqui passam. Deus o abençoe!

    ResponderExcluir
  3. Há muito, li em algum lugar, que as palavras são como flechas, não voltam atrás após lançadas.

    É preciso cuidado com elas.

    Mais um abençoado texto. Parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Sim, precisamos ter cuidado muito cuidado com as palavras! Obrigada Moacir, Deus o abençoe!

    ResponderExcluir